Cássio e Efraim consideram “estarrecedor” diálogo da secretária de Comunicação sobre pesquisa eleitoral e pedem apuração do Ministério Público Eleitoral


Cássio:
Cássio: "O diálogo é estarrecedor"

O ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) revelou espantou na manhã desta quinta-feira ao comentar durante programa de rádio em Campina Grande sobre diálogo da secretária de Comunicação do Estado, Lena Guimarães, com supostos representantes de institutos de pesquisa eleitoral divulgado com exclusividade pelo blog na noite de ontem.
 
Cássio disse que se tratava de um diálogo “estarrecedor”, que comprovaria o uso da máquina estadual em nome da campanha do governador José Maranhão (PMDB). Ele fez um apelo público para que o Ministério Público Eleitoral apure a gravidade do que está relatado no diálogo, no qual a secretária aparece assegurando pagamento de pesquisas pelo “gabinete”.
 
Cássio aproveitou para criticar as pesquisas do Sistema Correio da Paraíba, que, segundo ele, tem um histórico de erros, a começar pela convenção de do PMDB de 1998, onde o Sistema anunciava que Maranhão ganharia com 136 votos de diferença quando que o resultado registrou apenas seis votos.
 
“Nas minhas quatro eleições pra governador, o Correio divulgou pesquisa na véspera anunciando que eu perderia. Uma delas por doze pontos de diferença para o candidato do PMDB”, lembrou Cássio.
 
O senador Efraim Morais (DEM), na 100.5, no programa de Adelton Alves e Edmilson Pereira, também revelou indignação com o conteúdo. “Cobramos da Justiça uma investigação sobre o caso porque queremos uma eleição limpa”, disparou o senador democrata.
 
Segundo ele, o governo tem agido de todas as formas para “ludibriar” as pessoas, usando todas as ferramentas possíveis de comunicação.
 
 
OUÇA A ENTREVISTA DE CÁSSIO CLICANDO NO ÁUDIO ABAIXO:
 
Luís Tôrres

0 comentários:

Postar um comentário