Pai de Eliza chama Bruno de covarde e diz que goleiro é culpado por sumiço

Luiz Carlos Samudio, pai da estudante Eliza, ex-namorada do flamenguista Bruno, não gostou nem um pouco das declarações do goleiro divulgadas na revista Veja e reagiu o acusando de ser um “grande covarde”, além de dizer que não tem dúvidas do envolvimento do jogador no desaparecimento de sua filha.

“Ele é um grande covarde. Primeiro por ter tentado matar o filho, está registrado isso, comprovado pelos exames. Depois negou a paternidade do filho, pois é crime, e em terceiro desapareceu com a mãe do filho, é crime hediondo, então dá para se ver, é um covarde, pois apenas pessoas covardes fazem isso”, afirmou o pai de Eliza, em entrevista à TV Alterosa.

“Eu conheço a minha filha, sei do perfil dela. Tudo que ela acreditava lutava por isso. Nunca desistiu”, ressaltou Luiz Carlos Samudio, que em seguida justificou sua opinião de ter certeza do envolvimento de Bruno no sumiço de Eliza Samudio.

“Pelo histórico entre os dois, pela situação que eles se encontravam em relação ao reconhecimento da paternidade, pelas propostas que fez, da maneira que foi encontrado o meu neto, dos pertences da minha filha, pelo histórico em geral. Não tenho nenhuma dúvida que ele é o culpado pelo desaparecimento da minha filha”, explicou.

Na entrevista à Veja, Bruno contou que conheceu Eliza Samudio em uma festa descrita por ele como “orgia” na casa do também goleiro do Flamengo, Paulo Victor. Ainda de acordo com a revista, ao fazer sexo com a estudante, nessa mesma festa, a camisinha teria estourado. Eliza Samudio havia contado que conhecera Bruno em um churrasco.

Por fim, Luiz Carlos Samudio mostrou-se pouco esperançoso em relação ao aparecimento de sua filha. “Eu espero que sim [ela esteja viva]. A esperança é a última que morre sempre. A gente se atém na ilusão de que ela esteja em algum lugar, em um cativeiro”, completou.

UOL

0 comentários:

Postar um comentário