Estudantes invadem Paço e são recebidos pelo Prefeito

Os estudantes saíram às ruas novamente no final da tarde de hoje para protestar contra o aumento na tarifa de transportes coletivos de João Pessoa. Com faixas e em passeata, eles reclamaram do reajuste de R$ 1,90 para R$ 2,10 vigente desde o dia 3 de janeiro. Alguns manifestantes invadiram o prédio do Paço Municipal, onde funciona parte dos órgãos da Prefeitura. O prédio foi fechado e o expediente, encerrado. A Guarda Municipal e os policiais da Companhia de Choque foram chamados para evitar tumultos, mas a mobilização foi pacífica.

Já à noite, no Centro Administrativo Municipal, em Água Fria, o prefeito Luciano Agra e alguns secretários, dentre eles Estelizabel Bezerra (Planejamento) e Alexandre Urquiza (Chefe de Gabinete), além da superintendente de Transportes e Trânsito que também responde pela Pasta da Administração, Laura Farias, conversaram com representantes dos estudantes. Carlos Dunga Júnior, secretário de Articulação Política; a Ouvidora Tânia Brito e Ana Cartaxo, coordenadora do Controle Interno também participaram da reunião.

O grupo entregou ao prefeito uma pauta com 14 itens de reivindicações. Seis deles foram atendidos de imediato pela Prefeitura de João Pessoa e outros dois serão discutidos posteriormente na reestruturação do sistema de transporte da capital. Os demais tratavam da revogação da atual tarifa.
Os seis itens atendidos foram: a realização de auditoria nas contas e planilhas das empresas; realização de seminários sobre os transportes coletivos e mobilidade urbana; instalação de mais cinco postos da AETC, sendo um no Terminal de Integração; melhor divulgação do funcionamento do sistema de integração temporal; e ampliação do tempo para integrar; reformulação do sistema garantindo uma melhor mobilidade, com a inclusão de ciclovias e ainda que os recursos obtidos pela venda de espaços publicitários nos ônibus sejam calculados como lucro das empresas de transporte. 
Os pontos discutidos posteriormente serão a meia passagem para todos os usuários de transporte coletivo aos domingos e o aumento em 50% da frota em horários de pico. “Durante a reestruturação do sistema de transporte, vamos realizar audiências públicas com toda a sociedade civil organizada. O Governo Municipal deu uma demonstração de que está disposto a ouvir e propor as soluções necessárias para garantir, cada vez mais, um serviço de qualidade”, destacou Luciano Agra.



do parlamento pb

0 comentários:

Postar um comentário