Prefeitura de Santa Rita, na Paraíba, suspende uso de ônibus escolares

Está paralisado há mais de vinte dias o benefício de ônibus para transporte de estudantes da cidade de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa. Esta informação foi divulgada pelo diretor de relações públicas da Associação Universitária Santarritense, Herbet Vieira. Segundo ele, em média 500 estudantes, na sua maioria de baixa renda que dependem dos ônibus para ir às universidades, 

estão sendo prejudicados. Com a interrupção, eles têm que procurar outras formas de locomoção para continuar os estudos. A prefeitura da cidade diz que o benefício não foi cortado, o que está havendo é apenas uma pausa para organização interna.

Herbet Vieira, que além de ser diretor de relações públicas da associação de universitários da cidade também é estudante, comentou que o benefício do transporte nos ônibus escolares foi uma conquista recente. "Com este benefício muitas pessoas podem estudar com mais tranquilidade e menos gastos na universidades, que ficam em João Pessoa. Entretanto, com as mudanças na gestão da Prefeitura de Santa Rita e com a chegada do novo período letivo as coisas mudaram", explicou ele. De acordo com Herbert, após perceber a ausência do serviço, ele foi buscar respostas com os órgãos responsáveis e lhe foi informado que a pausa estava ocorrendo para a realização de um processo seletivo com objetivo de contratar novos motoristas.

O estudante contou que dias depois recebeu a informação do cancelamento do processo e, com o passar do tempo, a prefeitura não deu mais esclarecimentos sobre o caso. "Muitas pessoas precisam desses ônibus, principalmente quem estuda no turno da noite. Nossa cidade e também João Pessoa estão muito perigosas. Sem os ônibus, alguns tem que pagar altos preços em vans de transporte escolar. Nós temos medo de ser assaltados ou algo assim", desabafou Herbet. Uma reunião com os estudantes está programada para a noite desta quinta-feira (19), na sede da associação, no Centro de Santa Rita. Na ocasião eles irão discutir formas de cobrar da prefeitura o benefício.

Pausa para organização

Segundo a secretária adjunta de educação do município, Graça Maurício, nenhum benefício para os estudantes foi cortado. Ela explica que a interrupção no serviço oferecido aos estudantes foi necessária. O motivo, segundo ela, é de que está sendo feito um processo seletivo para contratação de motoristas e, principalmente, o serviço está passando por um período de organização interna.

Graça relatou que havia motoristas com salários atrasados e outros que precisavam ser legalizados. Sobre o período de término da pausa no benefício, a secretária disse que não pode afirmar um data específica, mas pode ser que haja já na próxima semana a normalização do serviço. "Tudo depende das licitações, organizações da linhas e a regularização dos pagamentos atrasados. Porém, estamos trabalhando para agilizar esses processos", contou.

Uma reunião entre a secretária e o chefe de transportes está programada para esta quinta-feira, mas poderá ser adiada para a sexta-feira (19), em busca de solucionar mais rapidamente o caso.

O cabaré com G1

0 comentários:

Postar um comentário