MPF-PB abre inquéritos para apurar desvio de verbas em Santa Rita

Todos os inquéritos civis foram abertos em 2015. Santa Rita, Mamanguabe e Caaporã estão entre as investigadas. 

O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba já instaurou inquéritos civis para apurar indícios de irregularidades em 58 municípios do estado, de janeiro até a sexta-feira (13). A investigação analisa o desvio de dinheiro público de verbas para educação, saúde, habitação, saneamento básico, equipamento turístico e infraestrutura, por meio de convênios e programas sociais mantidos pela União. Foram 12 procedimentos em janeiro, 38 em fevereiro e 8 na primeira quinzena de março. 

O procurador Sérgio Rodrigo de Castro Pinto abriu dois inquéritos civis na semana passada em Santa Rita, na Grande João Pessoa. O primeiro inquérito vai apurar supostas irregularidades na gestão do ex-prefeito Marcus Odilon. 

Já o atual prefeito Reginaldo Pereira está sendo investigado no segundo inquérito, por suposta irregularidade na dispensa de licitação, que tem por finalidade contratar Instituição para a Realização e Formação Inicial e Continuada do Programa de Educação de Jovens e Adultos, Brasil Alfabetizado. Segundo a assessoria jurídica dos envolvidos, eles ainda não foram intimados pelo MPF.


O cabare Com G1/Paraíba

0 comentários:

Postar um comentário